Dois dias depois do ocorrido com Diego e Rodrigo estava tudo tranquilo, nada tinha ocorrido e estava tudo normal na escola.


Porém quando estava indo embora Diego pegou o mesmo ônibus que eu e falou


-Vamos lá em casa agora.


-Tudo bem. Mas por que ? Aconteceu alguma coisa ?


-Você irá saber quando chegarmos na minha casa


-Tudo bem


Depois de chegar na casa dele eu já pensava que iriamos ter sexo, mas na verdade ele me segurou forte pelo braço e pelo cabelo, me deixando em uma posição bem estranho, um pouco abaixo do rosto dele olhando diretamente para ele e falou


-Escuta só, você é a minha puta


-Eu sei disso meu macho


-Você só deve me obedecer, entendeu ?


-Sim, eu entendi, mas o que houve ?


-O Rodrigo linguarudo contou para dois amigos dele(gelei na hora)


-Como assim ? Lá da escola ?


-Não, não, aqui do bairro mesmo


-Ta, mas o que que tem ?


-Que que tem que agora eles querem te comer


-E você vai deixar ?


-Irei deixar para manter minha puta em segredo.


-Mas quem são ?


-Matheus e Paulo. Fiquei até triste por ter que dividir minha putinha com esses dois. Hoje vou querer só uma chupetinha.


Fiquei de joelhos, ele sentou no sofá e eu comecei a chupar, ele como sempre me pegava pelos cabelos e me prendia e metia com vontade. Chupei até ele gozar e depois bebi todo o leitinho. Depois sai e fui para casa. Quando cheguei em casa fui ver quem eram os dois, apesar de morar nesse bairro ficava sempre em casa, só conhecia as pessoas de vista, quase não sabia o nome do pessoal. Entrei no face do Rodrigo e coloquei Matheus e Paulo nossa, fiquei com muito fogo. Eles eram amigos de academia, pelo menos tinham fotos juntos e o Matheus foi um garoto que eu sempre achei um gato e sempre tive um fogo rs. O Matheus tinha 18 anos, era branco, alto, forte, bem musculoso mesmo, o peitoral definido, ombros largos, olhos azuis e cabelo loiro. O Paulo tinha 19 anos, era branco meio moreno, alto, meio fortinho, mas nem tanto, cabelo preto e olhos castanhos. No outro dia Diego me ligou falando para ir lá depois da escola, que Matheus e Paulo iriam lá e que assim guardariam segredo. Fui na escola com medo do que ia acontecer, mal conhecia os dois, apesar de morrer de tesão no Matheus nunca tive um interesse pelo Paulo. Cheguei lá bati o portão e logo Rodrigo veio me atender. Falei


-Oi :p


-Eae, desculpa ai ter falado para eles, mas achei que eles não iriam querer fazer isso com você


-Tudo bem, farei o que o meu macho mandar, não importa o que seja.


-Muito bom


Eu:Oi


Todos na sala:Oi


Diego:Vamos logo para o quarto, eu e Rodrigo vamos ficar apenas assistindo enquanto Matheus e Paulo fazem o trabalho.


Eu:Tudo bem.


Diego:Trate-a como seu dono. Não é preciso ter pena, ela é uma puta.


Matheus e Paulo:Blz


Paulo:Tira a roupa sua safada(eu prontamente tirei e fiquei deitado peladinho na cama


Matheus:Dá uma chupadinha no seu amigo, dá(ele veio até minha frente e me deixou chupar)


Paulo:Aproveita e bate uma punhetinha para mim(Assim o fiz)


Depois de um tempo Matheus foi para trás de mim, me colocou de 4 e começou a fazer algo completamente novo para mim, começou a chupar o meu cu e nossa, que sensação boa, ele ficou forçando a linguinha e nossa, era uma situação muito boa.


Paulo:Aff, Matheus está lambendo o cuzinho dessa puta, eu vou é meter meu pau nela agora.


Matheus:Vai lá. Me mama mais aqui.( e voltei a mamar)


Paulo forçou e meu cuzinho ainda era bem apertadinho e quando entrou ele me segurou pela cintura e começou a bombar e eu comecei a gritar até que Matheus falou


Matheus:Para, ta machucando ele


Paulo:Idai ? Porra, é só um viadinho


Matheus:Para de machucar ele.


Paulo:Eu não vou parar. Me para ai então


Assim Paulo falou e assim Matheus fez, se jogou em cima de Paulo, e dominou ele, deixando-o ileso disse.


Matheus:Sai daqui, se não vou te meter a porrada. E é melhor não contar para ninguém, se não vai se ver comigo


Paulo:Ta bem cara, fica ai com seu viadinho.


Paulo saiu dali resmungando e Diego e Rodrigo estavam apenas olhando com caras de assustados, sem saber o que fazer. Até que Matheus falou.


Matheus:Bem que vocês podiam nos dar privacidade, né ?


Diego:Tudo bem, podem se fuder ai


Depois que eles saíram Matheus foi lá e trancou a porta, chegou perto do meu pescoço e disse


-Finalmente sozinhos. Agora fica de 4 que vou te comer.


-Tudo bem.(prontamente atendi)


Apesar de ter acreditado que ele seria melhor comigo, me enganei, ele apenas queria ficar sozinho para me fuder como uma puta. Ele me colocou de frango assado e começou a bombar, bombou muito e sem piedade, e eu ficava apenas gritando e ele disse


-Nossa, grita mais, geme mais, isso me dá mais tesão para te fuder


-AAHHH


-Isso vadiazinha


-AAHH


-Agora coloca esse cu para cima.


Ele me colocou no chão com as costas apoiadas na cama e com o cu para cima e me comeu com tudo que tinha direito. Então ele disse


-Quem é o seu macho?


-Diego(respondi sem bobeira, apenas o que eu sabia até então)


Ele me deu um tapa muito forte na bunda e falou


-Eu sou, eu sou o seu macho. Quem é o seu macho ?


-Você, você o meu macho Matheus


Depois ele me colocou para quicar nele, sentei no pau dele, mas ele pegava nas minhas pernas e ficava metendo para cima, de tanto tesão que ele tinha. Depois me pegou no colo, ele me segurava mesmo contra ele e metia com muita vontade. Depois me colocou no chão e falou


-Se prepara para a leitada.(ele colocou o pau na minha boca, mas era tão grande que não entrava nem a metade, mesmo forçando não entrava tudo)


-Ok, quero leitinho do meu macho


-AAHH, você vai ter.


-AHH(ele gozou muita porra na minha cara, mas muita mesmo, nunca tinha visto tanta)


-Limpa meu pau vai.(ele pegava a porra no meu rosto com o pau e levava até minha boca)


Depois disso ele deitou na cama com aquele peitoral para cima, todo definido e aqueles braços fortes eu fiquei olhando para aquilo e falei


-Você é lindo


-Você é mais, você é lindo, gostoso pra caralho e minha.


-Sim, sou sua.


Depois que falei isso fui para a cama e deitei em cima dele, eu era bem magrinho, mas a sensação de sentir aqueles músculos do peitoral dele na minha pele era muito bom. Abracei ele e chorei, até porque sempre quis fazer alguma coisa com ele, então ele disse


-Por que está chorando ? Não precisa chorar, só vou ser malvado com você na hora do sexo. E eu acho que você gostou.


-Sim, eu gostei.


-Então não tem por que ficar triste. Você é minha putinha, só minha (me abraçou com aqueles braços fortes dele e isso era uma sensação reconfortante, você ter um macho de verdade ao seu lado)


Depois saímos do quarto e fomos para casa, ele foi comigo até perto da minha casa e depois foi para casa dele, foi bem legal.


Espero que tenham gostado. Depois conto mais..

Vício em pornografia? Saiba como parar!
eBook - Como Provocar Orgasmos Femininos?
A Máquina De Vendas Online