Comemos pelados, elas sentadas e eu e o Ric em pé a volta de uma pequena mesa que tinha no quarto… Meu pau estava totalmente flácido e eu ainda tentava me recuperar do gozo que tivera, o Ric estava com o pau totalmente duro e babando por onde passava… as vezes a Claudia ou a Nina pegavam o pau dele e davam uma leve punhetada para puxar mais baba e colocavam na boca para limpar… eu que adoro uma babinha confesso que enquanto jantávamos fiz isso uma vez e foi uma delícia. A Nina também se babava toda estava toda molhada de estar naquela situação, pelada conversando e brincando de passar a mão, beijar ora um, ora outro, que se notava na volta da buceta que estava toda molhada, as vezes uns pingos também saiam… uma hora enquanto a Claudia chamou o Ric para sugar a baba do pau dele, e aproveitei e me ajoelhei entre as pernas da Nina e sob o pretexto de secá-la também dei uma chupada, o que não ajudou muito.


Já estávamos na segunda garrafa de espumante, e a sorte que estávamos intercalando com água mineral… em um determinado momento em que a Nina foi ao banheiro, resolvemos todos continuarmos conversando na cama e o Ric logo ao sentar, mandou a Claudia sentar no meio das pernas dele, de costas para ele e começou a bolinar os seios dela e a dar beijos pelo pescoço e orelha… eu sentei ao lado esquerdo deles e fiquei apreciando a cena e tomando champagne. A Cláudia de olhos fechados curtia os beijos no pescoço e as passadas de mão por todo o corpo. O Ric me entregou o copo que ele estava bebendo e deu um abraço nela, e agora com uma mão bolinava os peitinhos e a barriga e a outra começava a passar a volta da buceta. A Cláudia virou a boca para ele pedindo um beijo, o que foi prontamente correspondida com a língua do Ric invadindo a boca e penetrando fundo. Não havia notado que a Nina já havia saído do banheiro e estava perto da mesa, sentada de pernas abertas apreciando o namoro do marido dela com a minha mulher… os dois estavam tão entregues u, ao outro de olhos fechados que também nem prestavam atenção em nós. Pisquei o olho para a Nina, sorrindo, levantei um dos copos de champagne que tinha na mão e tomei um gole olhando para ela, que de pernas abertas, uma sobre a mesa me correspondeu sorvendo um gole do copo que tinha na mão esquerda enquanto se masturbava descaradamente com a mão direita… uma cena linda de se ver, mas particularmente preferi virar o rosto e ver o que a Cláudia e o Ric faziam…


Quando olhei a Claudia já estava com a mão direita nas costas segurando a pica do Ric e masturbando ele enquanto com o pescoço virado para trás continuava se arretando com ele, num beijo intenso, babado, chupando a língua dele… lindo de ver… adoro ver ela namorando com alguém… Eles desgrudam do beijo e a Claudia vira o rosto para a frente e o Ric passa a beijar e morder o pescoço dela, o lóbulo da orelha enquanto a masturba com a mão direita, colocando dois dedos dentro dela… ele fala alguma coisa no ouvido dela e ouço ela responder que sim, ainda de olhos fechados… ela se vira e ele se desgruda um pouco da cabeceira da cama onde estava com as costas apoiado e ela ainda com a mão no pau dele, agacha a cabeça e coloca o pau dele quase que inteiro na boca. Sobe e desce algumas vezes e ele coloca a cabeça para trás e fica de olhos fechados sentindo ela chupar… A Claudia me olha nos olhos, dá um sorriso enquanto tira rapidamente a boca do pau do Ric e mantém a mão masturbando ele de leve e esfregando a cabeça do pau dele nos lábios e pelo rosto. Noto que o pau dele está babado pela saliva dela… rapidamente ela sobe na cama coloca as pernas a volta do corpo do Ric, de frente para ele e mantém a mão segurando o pau dele e vai sentando. Fica olhando fixamente nos olhos dele e se gruda de novo na sua boca colocando a língua toda para fora para explora toda a boca do novo namorado, enquanto fica esfregando o pau dele na buceta, passando pelo clitóris, e pelos lábios, forçando de encontro, mas sem penetrar… Ela adora fazer isso e as vezes curtimos ficar brincando assim por algum tempo até que ela goze, maneira na qual ela chega algumas vezes a ejacular.


Coloco o copo na boca para tirar mais um gole de champagne, que havia me esquecido que estava tomando, pois continuo com o copo do Ric na mão como tenho que me livrar dele para poder me masturbar enquanto olho para eles. Olho para Cláudia que está agora começa a colocar o pau do Ric para dentro, ainda segurando ele. Noto que ele está muito duro e me dou conta que é a primeira vez que vejo outro h transar coma Claudia sem camisinha, o que me dá um tesão ainda maior. Não quero perder nenhum detalhe do que está ocorrendo e na posição em que estou não consigo ver direito ele penetrando ela, e resolvo me levantar para largar uma das taças de champagne e me sentar ao lado da Nina de frente para eles onde posso ver melhor. Olho para Nina e ela está com as duas mãos na buceta, uma com um dedo dentro e outra massageando o clitóris… se antes de ver uma transa ela já estava toda babada, agora então dá para perceber que os dedos dela estão algo molhados…. chego perto e puxo uma das cadeiras para me sentar ao lado dela, antes dou um beijo na sua boca e comento baixinho no seu ouvido:


- Que delícia não?


- Sim, estou adorando ver eles se pegando… tô com muito tesão… olha só - e tira de dentro da buceta os dedos e aproxima eles da minha boca. Abro a boca e ela coloca dentro… chupo e faço questão de deixar eles babados para que ela volte a colocar…


- Vamos ficar assistindo? - pergunto para ela.


- Sim, deixa eles se divertirem… quando quiserem que nós participemos eles nos chamam. Olha como eles fodem gostoso…


Me viro e vejo que a Claudia já está com a piroca do Ric toda enterrada dentro dela, sem camisinha. Os dois não desgrudam a boca e o movimentam que fazem é apenas para tentar cada vez mais colocar a piça dele dentro dela, como se ainda tivessem como colocar mais. A Cláudia mantém a pressão do corpo de encontro ao do Ric e apenas faz movimentos para frente e para trás, como se estivesse se masturbando nele. As vezes movimentos circulares. Ele tenta em vão tirar e voltar a colocar o pau dentro dela. Quando ela se movimenta para frente dá para ver as bolas depiladas do RIC encostando na buceta dela, como se quisessem entrar também. Mantém os olhos fechados, se beijando como dois amantes, tesudos desejosos de explorar todo o prazer um do outro e se abraçam de forte, mantendo os corpos colados. Sinto um frio na barriga, pois parece que ela transa com ele como transa comigo… meu pau dá um pulo, quando me dou conta que ver ela assim, como se estivesse transando apaixonadamente com outro, igual como faz comigo… me dá tesão… sinto prazer em vê-la tendo prazer… olho para o meu pau e ele está duro babando muito, coloco a mão nele e olho para a Nina quando percebo que ela está me olhando, medindo as minhas reações, mantendo o olhar neles também enquanto continua se masturbando… Coloco a mão no meu pau e puxo para cima como se fosse me masturbar para sair um pouco mais de baba, junto os dedos na cabeça, pego ela e levo a boca, e vejo que a Nina continua me observando e faz o mesmo com os dedos que estavam dentro da buceta dela… repito o ato no meu pau e a pouca baba que sai nos meus dedos levo até a boca da Nina que os chupa me olhando nos olhos. Quando tira os dedos da boca comenta:


- Que loucura… tesão ver eles assim… parecem um casal apaixonado em lua de mel… será que quando nós transarmos vamos ter um encaixe perfeito assim???


- Tenho certeza, eu tô louco para te provar, sentir teu cheiro, tua pele, tua boca…


- Mas eu quero ver o Ric gozar com a Cláudia antes… temos toda a noite para nos curtir - responde ela enquanto voltávamos a nos beijar


Os gemidos mais altos deles nos despertam e nos faz olhar de volta para eles… A Cláudia agora já não consegue mais manter a boca beijando o Ric, e ainda que mantenha ela grudada na boca dele, as vezes mordendo o seu lábio não consegue mais beijá-lo. Prece que os dois estão começando a entrar em um transe, de olhos abertos olhando um para outro com os corpos totalmente grudados ele totalmente dentro dela, um tentando fazer com que o corpo fique cada vez mais grudado no outro. Percebo que estão os dois totalmente suados. A Claudia começa a dar os sinais de que está gozando, gemendo alto e fazendo o vai e vem esfregando o clitóris nele cada vez mais rápido e forte. De repente o Ric anuncia o gozo e começa a gemer mais intenso, o corpo começa a contrair e noto que ele está gozando no fundo da Claudia. Fico imaginando o pau dele duro, inchado, ejaculando rios de porra dentro dela. A Claudia repentinamente para, não consegue mais se mexer e o Ric, sorrindo, tem algumas contrações involuntárias no seu corpo, cada vez que ela aperta o pau dela com a buceta. Os dois abrem um lindo sorriso, olham um para o outro e a Claudia segura a cabeça do Ric e ainda totalmente engatada nele o beija na boca, querendo roubar dele as últimas energias também por cima. Sinto a cumplicidade deles, e percebo que ao meu lado a Nina também teve um belo de um orgasmo se masturbando… somente eu, continuo de pau duro sem gozar… mas feliz, certamente que a noite está a recém começando.


Uns 3 minutos depois os dois os dois nos olham, a Nina prostrada na cadeira com as pernas abertas e eu sentado com o pau na mão admirando eles…


- Amor, por favor, me ajuda - diz a Claudia - não consigo me mexer, minhas pernas estão tremendo e estou sem forças pela postura.


O Ric se encosta na Cabeceira da cama enquanto eu vou ajudar a Cláudia. Antes de ajuda-la, em pé ao lado deles, beijo ela na boca e digo a ela que foi lindo vê-la assim… ela sorri para mim, me olhando nos olhos com aquele lindo rosto de apaixonada dela, de quem acabou de transar, toda suada, escabelada, com as maçãs do rosto vermelhas, a boca inchada de tanto beijar o Ric e o olhos inchados de quem acabou de sair de uma orgia. Digo a ela que a amo.


- Nossa, que delícia - diz o Ric, também com o rosto vermelho, todo suado, escabelado, aos pedaços largado na cabeceira da cama - que tesão… ela me demoliu.


- Tesão és tu seu puto gostoso - diz a Claudia deixando de me beijar e indo dar um selinho na boca do Ric.


- Tesão são vocês dois - disse a Nina tentando se levantar para se aproximar da cama - nunca pensei que fosse gozar me masturbando vendo meu marido fudendo com uma amiga. Que delícia de trepada que vocês deram, que sintonia, parecia um casal apaixonado fudendo, nem deram bola para nós que estávamos assistindo…


- Desculpa amor - disse o Ric - eu me descontrolei, me entreguei e não me dei conta que vocês não estavam transando..


- Cara não tens o que te desculpar - disse eu para o Ric, enquanto ia servir duas taças de champagne para eles - nós ficamos assistindo e foi lindo… vocês são um tesão, confesso que fiquei com inveja, ciúmes, sei lá o que, mas que me deu um tesão sem tamanho… adoro ver a Claudia montada em uma pica…


- Amor, por favor - disse a Claudia - pedi para me ajudares a me levantar, o pau do Ric tá começando a sair de dentro de mim e vai começar a vazar porra e eu não consigo me mexer…


- Por favor…- disse o Ric - Senta no meu rosto para eu te chupar, vocês prometeram que eu ia fazer faxina em todos vocês a noite toda.


- Já está saindo… não sei se chego até a tua boca… te deita ao comprido na cama antes de eu sair de cima de ti - disse a Claudia grudando mais a buceta na virilha do Ric para tentar manter o pau dele dentro dela, enquanto ele se mexia para se deitar.


Entreguei as taças de champagne que tinha nas mãos para a Nina e fui ajudar a Claudia a se mexer sobre o corpo do Ric para sentar no rosto dele. Quando ela levantou o quadril e o pau dele saiu de dentro dela, uma boa quantidade de porra já saiu de dentro e como ela chegou o corpo para frente caiu sobre o pau, a virilha e a barriga dele… Ela se mexia, mais porra saia, branca, não muito espeça, mas em muita quantidade, ele havia gozado muito… a buceta dela estava muito aberta, linda… ainda devia ter muita porra dentro dela quando ela sentou com a buceta na boca dele. Eu ajudei ela a ir até lá e confesso que olhar aquele rastro de porra que ficou sobre o corpo dele, aliado ao tesão que eu estava por ter visto eles transarem e não ter gozado, fiquei louco de vontade de entrar na faxina também… me ajoelhei entre as pernas do Ric e desci minha cabeça em direção a piça dele que estava toda lambuzada dos sucos dele e da Claudia… Como ela já não estava mais dura, coloquei ela inteira na boca, passando a língua por toda ela e sugando a cabeça para sair as últimas gotas de porra. Segurei o pau com a mão, depois de limpo e passei a língua na volta e no saco para sentir o gosto do suco da Claudia. O cheiro era ótimo, de porra, misturado com buceta e suor. Passei a língua pelo saco e aproveitei e rapidamente visitei o cu do Ric com a língua, o que fez com que ele desse uma gemida e levantasse a bunda para facilitar o meu trabalho. Abri os olhos, enquanto subia para região acima da virilha e vi a Claudia esfregando a buceta na cara do Ric ao mesmo tempo que a Nina a estava beijando na boca de olhos fechados alheia ao que se passava a volta. Fui subindo pela barriga e recolhendo todos os restos que haviam caído e tomei cuidado para não engolir tudo que sorvi acima da virilha e guardar na boca… fui subindo até chegar no queixo do Ric que devia estar sufocado pela buceta da Claudia, forcei a cabeça de encontro a cabeça de encontro a bunda da Claudia para que ela me desse passagem… ela entendeu e chegou o corpo para frente e eu fui com minha boca em direção a do Ric que ao ter contato com meus lábios abriu a boca para me beijar e ao colocar a língua na minha boca sentiu que eu estava cheio de líquido. Automaticamente tirou a língua da minha boca, dando passagem para minha em direção a dele, que levou parte da porra que eu tinha guardado para ele, o que fez com que ele abrisse a boca e eu passasse o resto que tinha ficado para ele, que engoliu e voltou a me beijar em agradecimento. Levantei a cabeça e olhei para cima e a Claudia ainda estava beijando a Nina de olhos fechados e esfregando a buceta na cabeça do RIC, enquanto que com a mão direito dedilhava a buceta da Nina. Subi um pouco mais o corpo, ficando com o pau na altura do rosto do Ric, que estava prostrado ainda se deliciando com o gozo e aproveitei e esfreguei ele um pouco no rosto dele, deixando algo babado do líquido que saia dele. Abracei a Claudia por trás e me meti no beijo das duas, pelo visto atrapalhando que ao terem contato com a minha boca reclamaram:


- Bah que cheiro e gosto de porra amor - disse a Claudia.


- Sim, eu estava limpando o cara que te comeu ... que mais querias?


- Que cheiro forte, deixa eu provar - disse a Nina me dando um beijo na boca, e logo fazendo o mesmo no Ric, quando a Claudia saiu de cima dele para se sentar na cama e tomar um trago de champagne-. Tesão deve ter gozado um rio de porra, estás com a cara toda lambuzada… estava boa esta foda hein, disse ela se aninhando nos braços do Ric que nem se mexia.


- Eu não consigo nem me mexer dizia a Claudia, ainda estou com as pernas bambas e sentindo minha buceta pegando fogo… que pau… delicioso…


- Podes usar quando quiseres amiga, é nosso, não precisa nem pedir - disse a Nina.


- Que maravilha, pelo visto a partir de hoje ninguém é mais de ninguém aqui - disse eu- isso vai virar suruba, e das boas…


- Ué não era esse nosso propósito??? - disse a Claudia se levantando para ir ao banheiro novamente - tenho de mijar…


- Vou contigo - disse a Nina.


- E eu vou tomar um banho na piscina enquanto todo mundo se recupera… quem quiser me acompanhar, basta trazer os copos… peguei uma garrafa de champagne e um copo e fui para a piscina.


Fiquei olhando o Ric pelado, deitado na cama aos pedaços depois de ter dado uma foda fenomenal com a minha mulher, enquanto eu e a mulher dele nos deliciávamos assistindo e nos masturbávamos comentando sobre eles. Olhei em direção ao banheiro e vi nossas mulheres nuas animadamente conversando e rindo… pensei que estava no paraiso..

Vício em pornografia? Saiba como parar!
eBook - Como Provocar Orgasmos Femininos?
A Máquina De Vendas Online