Sou casada há dois anos, moramos em Brasília, ambos servidores públicos aqui da capital.  Minha esposa é loirinha mas de pele rosada, cabelos longos e lisos, olhos castanhos 1,62m, 58kg, seios médios, durinhos e com bicos cabeçudos, bunda arrebitada, 26 anos. Eu moreno, cabelos curtos levemente grisalhos, corpo normal, 33 anos. Nossa vida sexual está a mil. Gostamos de fantasiar nossas transas e uma das fantasias que mais gostamos é ela transando com vários homens ao mesmo tempo. Quando assistimos filmes pornô as cenas que ela mais gosta de gang beng. O fato que passo a narrar aconteceu quando tínhamos completado um ano de casamento. Fomos passear no litoral sul da Bahia. Chegando no litoral, escolhemos uma praia linda, e que estava totalmente deserta, era uma quarta-feira do mês de outubro e a temporada não havia começado. Aproveitamos e decidimos praticar o naturismo e ficamos os dois totalmente pelados. Após nadarmos um pouco deitamos na toalha e começamos a nos acariciar, conforme foi esquentando partimos para um 69 com ela por cima, quando eu estava chupando sua boceta, abri os olhos e me deparei com um grupo de quatro rapazes, que estavam passando bem devagar e próximos de nós e admirando a bundinha de minha mulher. Dei um tapinha em sua bunda para alertá-la, e ela soltando minha pica, virou o rosto e viu aquele grupo de quatro rapazes que estavam babando de tesão. Ela levou um susto e eles se desculparam e continuaram andando e sentaram os quatro um pouco mais longe e ficaram conversando e nos observando. Fiquei preocupado e sugeri para minha esposas que nos vestíssemos e fossemos embora. Minha esposa então se acalmou e, aparentando estar muito excitada, falou que eles aparentavam serem boa pessoas, tinham boa aparência e não via neles nenhuma ameaça. Os quatro eram jovens, aparentando seus 25/26 anos. Ela então me puxou e passou a me beijar com muita volúpia, demonstrando que estava muita excitada. Continuamos a nos chupar loucamente e nessas alturas eu já deslumbrava aqueles quatro rapazes comendo minha esposa. Eles, percebendo que nós não estávamos incomodados com a presença deles, passaram a tirar as roupas, ficaram os quatro nus e, de picas em riste, sentaram próximo a nós e começaram a tocar punhetas.Com a proximidade pudemos perceber o quanto eram bonitos e todos tinham picas lindas, grossas e cabeçudas. Minha mulher não se conteve mais e disse a eles que não se envergonhassem, e se quisessem poderiam assistir. Continuamos a nos chupar e eles se sentaram junto de nós e continuaram a tocar punhetas. Ai minha mulher não se conteve mais, me largou e passou a chupar os caralhos deles, um a um, deixando-os cada vez mais loucos e duros, e como eu tinha sobrado nessa, passei a me masturbar. Minha linda e gostosa esposa pediu para uma dos rapazes se deitar de barriga para cima e sentou no cassete duro dele que era bastante grande e grosso. Ela estava tão molhadinha que aquela pica monumental escorregou para dentro dela com a maior facilidade até desaparecer totalmente. Enquanto o cavalgava, chupava pica de outro e era chupada nos petos pelos outros dois. A cena que mais me excitou foi quando, após uns dez minutos cavalgando naquela pica maravilhosa, ela pediu que um dos rapazes que chupava seus peitos, tentasse penetrar sua buceta junto com o cacete que já estava todo atolado nela. Foram várias tentativas em vão pois ela era muito apertadinha e o cacete que estava dentro dela era muito grosso. Louco de tesão vendo aquelas cenas, me propus a ajudar e segurei o rapas pela cintura para que ele se ajeitasse melhor e finalmente se pau entro todo e as duas picas começaram um vai vem delicioso dentro dela. Ela gemia alto e forte me deixando com tesão alucinante! nesse momento ela chupava dois caralhos não muito grandes mais bem grossos, que não aguentando mais de tanto tesão começaram a esporrar na boca e nos peitos dela e os outros dois gozaram quase que juntos na bucetinha apertada da minha mulher. Após algumas minutos de descanso e apresentações, caímos todos no mar para dar uma relaxada. Eu era o único que não tinha gozado. Segurei o orgasmo para não perder a excitação e a coragem. Algumas horas depois voltamos para a areia e minha esposa, já excitada novamente, disse que queria ser fudida pelos quatro. Eu pedi que eles formassem fila e passassem a foder ela simultaneamente, quando um dos rapazes gozou e tirou o pau da bucetinha dela, o rapaz que tinha o pau maior e mais grosso deitou-se na areia e minha mulher foi por cima dele, atolando a buceta esporrada no caralho que apontava para cima, e o outro foi por traz e começou a fode-la no cuzinho. O quarto rapaz pôs ela para chupar até gozar na boquinha. Ela fodeu de todas as maneiras e posições imagináveis. Como bom marido que sou, fui o último a fuder aquela buceta que a essa altura estava toda esporrada, vermelha e inchada de tanto levar pica. Os quatro rapazes eram de Salvador e estavam de partida no dia seguinte. Esperamos que em outra oportunidade possamos encontra-los novamente.
segredonosso@terra.com.br

Vício em pornografia? Saiba como parar!
eBook - Como Provocar Orgasmos Femininos?
A Máquina De Vendas Online