Então depois de tudo ao final da tarde estavámos todo de certa forma bem esgotados , eu já me encontrava sempre sentado com as crianças conversando e brincando mas sempre sentado estava realmente morgado .


Chegou a hora de todos irmos embora era por volta das 18:00 luciano arrumavas a bagunça na sala e eu resolvi ajudar junto com as tias também ,  arthur logo pegou um saco preto daqueles grandes pra ajudar a por o lixo era sempre engraçado quando eu tinha que andar até ele pra colocar o que eu peguei no chão lá , quando nos encaravamos queriamos mascarar a vontade de da aquele sorrisinho tipo “to evergonhado e achando isso engraçado ” . Acabamos com tudo , demos tchau a todas as crianças e eu fui até onde a luisa havia deixado um saco de pirulitos pra poder distribuir pra eles , naquela hora era a vez do arthur sentado com eles contado histórias sobre suas montarias e como foi ruim quebrar o braço caindo do cavalo só escutei isso enquanto distribuia .


Já era quase noite e havia esfriado bastante então fomos todos em direção ao carro até que o alê veio correndo até nós pra se despedi melhor , eu e o arthur ja estavamos no carro .


-Pera tio - disse o alê.


-Fala rapa - arthur disse olhando pro lado de fora da janela .


- Promete que vai voltar sem demoras ? - com o olhar de ansiedade .


-Prometo se o tio rafa também vier - olhou pra mim .


Naquele momento foi engraçado tava meio voando até perceber que ele se referia a mim ..


-Claro que venho alê .- disse sorrindo olhando pra ele .


-Tabom ... e ... não bringuem tabom ?


-Sim senhor - disse arthur .


-Claro que não - disse eu .


Alê saiu de perto do carro , arthur seguiu de ré pra sair do patio .... Na estrada de volta pra casa eu quebrei o silêncio sem constrangimentos .


-Não sabia que você já havia caido do cavalo e ainda quebrado o braço -  disse meio risonho .


-E caindo que a gente aprende ne ?- disse ele sorrindo ligando o celular .


-Claro que sim , mas não no meu caso .


-Tu só não caiu naquele dia porque eu que te ajudei não e ?


-talvez espertalhão .


Seguimos o rumo de casa que nem era tão longe assim conversando pequenos trechos mas em nehum momento rolou algum clima ruim eramos amigos naquela hora , chegando em casa ia saindo do carro .


-Vai lá na casa do luciano hoje ?


-Não sabia que haveria algo - disse voltando a olhar pra ele .


-Ah e só um churraquinho simples


-Acho que vou dormi arthur ...


-Ah para ne rafael .


-Serio hoje não - disse saindo do carro fechando a porta e encarando ele pelo vidro .


-Só espero que isso não tenha haver com nós !-disse ligando o carro.


-Arthur tenho mais coisa pra me preocupar né tchau - e fui entrando pra casa.


Cheguei só tomei um banho bem quente e demorado estava exausto e muito pensativo era por volta de 20:00 quando a luisa me liga perguntando se eu não iria mesmo .


-Não ... não tenho esse piue de vocês - disse rindo .


-Rafa posso te fazer uma pergunta ?- disse ela


-Claro ue .


-Te pergunto amanhã e melhor pessolmente ok ?


- OK -


Concordei logo sempre tenho medo de quando alguém fala “possso te fazer uma pergunta ? ” isso mata qualquer um , mas geralmente eu tenho tedência a adiar todos os meu problemas até a ultima hora (isso e uma bosta\xc2\xac\xc2\xac).


fiquei no quarto perdendo meu tempo no wpp até em grupo de família eu me apresentei , conversei e acabei desligando as luzes e abrindo o netflix pra ver algum filme mas lá não tinha o que eu queria então fui entrar naqueles sites e acabei achando “projeto almanaque ” muiiiito bom por sinal na metade do filme quando a concentração pra entender tudo era extrema o meu celular aita na tela aparecia “menssagem de ramom ” não fazia ideia de quem era . abri o wpp e vi .


” Oi aqui e o ramon”


” oi ” - disse eu


“tudo bem ? “


“tudo certo , onde você pegou meu numero ? “


” Luana da faculdade me passou , estudo uma sala antes da sua “


“Huum ... “


A conversa terminou ali ele era todo estrado mas parecia gente boa , era todo ruivo meio fortinho voltei a ver o filme ... quando acabou desliguei tudo e fui dormi .


No dia seguinte um domingo ensolarado acordei por volta das 9:00 com o sol batendo na minha cama e encima de mim , por algum motivo não achei ruim , fiquei no celular até despertar realmente fui olhar o face e lá havia fotos da noite passada inclusive o arthur tava em quase todas com cara de bêbado eu ri daquilo .  Acabei tendo a ideia de ir para o parque ecológico que fica um pouco longe mas que era maravilhoso passar a tarde por lá tinha pessoas andando de bike outras correndo , se exercitando e varias outras sentadas na grama curtindo o momento , liguei pra luisa que atendeu com voz de sono pensei : ” ela além de me chingar não vai querer ir uma hora dessas “.


-Oi - disse ela


-Tudo bem meu amoRR- disse imitando um sotaque .


-Tudo ajinho ... Me ligando a essa hora ? o que me conta de bom ?


-Tava pensando em ir no parque pra curti esse sol , o que vc acha ?


-Ótima ideia.


- Então que tal irmos só nós dois ?


-O matheus vai jogar futbol hoje e com certeza o arthur também vai .


-Então não demora ok ? me liga quando tiver pronta .


-ok ... vou ver se o meu pai me empresta o carro .


-Beleza mas me avisa logo . Senão tenho que pedir pra meu pai .


-OK bj.


-bj.


Depois de uns quize minutos ela me ligou confirmando que o pai dela havia emprestado , então fui até meu armário peguei meu patins e enviei uma menssagem a ela dizendo pra que ela levasse o dela também . Quando havia terminado tudo fui me banhar e passar protetor solar escoli um short de tactel vermelho com preto e uma blusa regata preta pra ficar bem fresco , por volta de umas 10:30 luisa chegou lá em casa e tomamos um café rapido pra sairmos , chegando no parque já fomos logo calçando os patins   e andando estava lotado o parque de diversões que havia perto também estava lotado conversa vai e conversa vem ela me perguntou .


-Migo aconteceu algo entre você e o arthur ?


-Não porque ? - disse meio preocupado .


Fomos em direcão a grama onde todos ficam deitados esticamos um lençol em silêncio até sentarmos .


-É porque ele ontem bêbado disse que vc e muito ruim .-Disse ele rindo .


-Ruim como assim ?- fazendo cara de “ham ? “


-Foi ... disse que ele fez algo pra você mas que de anti - mão eu não sei o que e é você não desculpou .


-Ai luh tu ainda da moral pro arthur ?


-Olha ai ... nesse caroço tem angu .


-Tem ditado certo também amiga - Ri muito .


-Eu quis dizer isso , serio . Acredite ou não - ficou rindo .


O assunto seguiu sobre a festa e sobre como foi divertido no fundo me deu até um arrependimento por não ter ido como o matheus ficou bêbado e quase se afogou na piscina sem niguém ver e ela quase chorou preocupada ela me contando e eu rindo . Do nada me deu a vontade de falar pra ela sobre tudo em relação a eu e o arthur .


-Preciso te contar uma coisa


-Pode falar .


-Eu eo arthur sabe ?- tentando prolongar   .


-Não .. não sei - ela disse sorrindo


-Bom .. eu e ele ficamos bem íntimos durante esse tempo em que nós conhecemos e provavelmente todo mundo já percebeu isso , só que acabou se tornando algo mais forte e enfim eu e ele ficamos .


Ficamos um tempo em silêncio .


-Eu sei .- disse ela me olhando .


-O que ? como assim ? - eu olhei assustado .


-Rafa eu cresci com você ... eu sei quando algo acontece . O matheus quando fomos pra acampar ele me alertou que o arthur estava estranho ultmamente e depois de algum tempo comecei a ligar os pontos até que eu juntei e percebi , juro que não cometei com matheus mas ele também já desconfiou os dois são muitos unidos . Isso se ele não contou tudo pro matheus e o matheus não quis e contar .


-E porque você não quis me dizer .


-Tudo tem seu tempo ... Relaxa ok ?- disse ela novamente .


-Ok .- confirmei pensando.


O dia passou rápido ficamos deitados no lençol durante muito tempo e como foi gostoso depois de tanto tempo podermos passar um tempo junto conversando sobre tudo nós reconhecendo como amigos irmãos novamente . (Relatar aqui no conto algo que eu nunca fiz questão de relatar porque até entao não vinha ao caso compartilhar para vocês por causa de julgamentos mas por favor quem não gostar e so ignorar essa parte ).


No final da tarde por voltas das 16:00 resolvemos bolar um beck , luisa não era de fumar e as poucas vezes que ela fazia isso era comigo então era bem engraçado eu como já tinha um costume maior poucas pessoas sabiam que eu fumava erva , não curtia espalhar pra niguém muito menos pro arthur que com certeza não iria gostar . ENFIM… quando a quantidade de pessoas diminuiu resolvemos fumar , sempre levo um incenso junto e ficamos os dois deitados curtindo a brisa escutando natiruts o por do sol ja aparecia no horizonte o lago que ficava logo mais na frente se encarregou de transforma toda aquela sensação em algo melhor ainda .


-Podiamos sair hoje .- disse a luisa olhando pro ceu


-Pra fazer o que ?


-Comer .


-Claro .(Risos)


-Ok. liga pro arthur ?


-Ok .


Naquele momento por causa da brisa até tinha me esquecido que ainda estava com raiva dele , mas seria só sair pra comer com os amigos acho que isso não deveria afetar nossa energia naquele momento enão só concordei e peguei meu celular e mandei menssagem que logo foi respondida com um “ok. vocês podem me buscar estou sem carro ” eu respondi “beleza fica pronto ai “. Depois de mais o menos umas meia hora resolvemos sair pra poder buscar o arthur e irmos pra casa banhar , com certeza arthur ficaria esperando a luisa lá em casa , passamos na casa dele ele demorou pra sair e quando saiu estava de bone aba reta uma blusa preta normal e um calção jeans ele já foi entrando .


-Eai gente - disse ele .


-Eai - disse olhando pra trás como um gesto normal (ele deu um sorriso).


-Tudo bem ?- disse a luh .


-Sempre .


seguimos caminho conversando sobre assuntos aleatórios e rindo , luisa me deixou em casa junto com arthur e logo depois dela partir ele meio que andou de vagar e começou .


-Posso ficar na sua casa sem problemas ? - colocando as mãos nno bolso .


-Claro arthur mas horas ...- disse eu fazendo cara feia .


Naquele momento eu estava pensando ” ele e a priscila se conheciam antes eles namoravam , então tecnicamente quem chegou depois fui eu além de me sentir errado queria deixar claro que pra mim não era uma coisa tão ruim oq aconteceu era a sinceridade que eu queria “.


-Ok - disse ele sorrindo .


-Só vou tomar um banho e depois vamos bater um papo beleza ? - disse pegando minha toalha e olhando pra ele .


-OK , posso ligar a TV ?


-Claro arthur . mas você heim ...- disse já entrando no banheiro .


Depois do banho sai vestido e ele tava deitado na minha cama olhando atento o filme que passava “resident evil 2” sei disso porque e uma das minhas séries de filmes preferidas , sentei do seu lado na cama vendo também enquanto terminava de secar meu cabelo .


-Pode falar - disse ele .


-Bom ..- disse me virando a ele .


-Não tenho raiva de você arthur , só fiquei decepcionado de não saber e decepcionado comigo mesmo por estar com você quando isso aconteceu com a priscila , por mais que eu gosto de você do teu jeito e de estar com você eu sou seu amigo e creio que você seja o meu ( nesse momento ele balançou a cabeça )... E amizade a gente não pode perder então não seja estranho comigo não guarde coisas quero que você se abra indepedente do que somos ok ? amigos ? - naquele momento em que eu falei isso me senti triste pelo “amigos ” mas senti que fosse necessário .


-Amigos .- Disse ele .


-Então vem aqui me abraçar .- Disse abrindo os braços .


- Você não quer dizer nada ? - perguntei esquecendo que eu tinha que saber se ele também iria querer dizer algo .


-Só que .... Agora eu vi o quanto todos nós somos sortudos por termos você aqui .


Eu sorri e me levantei indo até a minha estante pegando meu perfume e passando .


-Ah eu queria te mostrar algo - disse colocando a mão no bolso .


-O que ? -  disse olhando .


-Isso .


Tirou do bolso as fotos que haviamos tirado na cabine fotográfica , quando peguei a foto sorri daquilo de como nós somos felizes quando os problemas não estão presentes e de como nosso olhar e sincero tinha duas fotos nossa nós beijando eu peguei .


-Quer que fique comigo ? - disse olhando pra ele .


-Sim .


Naquele momento não queria fazer as perguntas de “porque ou praque você ta me dando isso ” as melhores coisas da vida e simplismente ser simples agradeci e ele me deu um sorriso no qual também retribui da mesma forma mas ele logo se pronunciou .


-Quero que lembre como vc me faz feliz .


-Não preciamos de foto arthur ... To feliz agora - (risos)


- Quero mais um abraço .


Ele ja estava em pé e eu fui de encontro a ele o abraço foi longo com gosto de saudades e de desculpas o cheiro dele ainda me causava sensações inexplicáveis quando estavamos nós separando nossos olhos se encontraram .


-Talvez nada mudou .


-Que o tempo diga arthurzão .-Disse sorrindo .


A luisa businou lá em baixo e fomos descendo . Enfim a noite foi perfeita fomos num japonês com um lugar aberto foi todo mundo da turma e foi uma noite de vibes positivas de amizade e amor o arthur fez questão de estar sempre do meu lado ..

Vício em pornografia? Saiba como parar!
eBook - Como Provocar Orgasmos Femininos?
A Máquina De Vendas Online