Assim que acabei de tomar, Aline puxou minha cabeça em sua direção e deu um beijo em minha boca.


-O que você está fazendo? -Perguntei a Aline.


-Te beijando ué. Não gosta? -Olhei para os lados e vi que todos estavam olhando. Não tive opção continuei beijando Aline. Afinal\xe2\x80\xa6 era somente uma festa, e no dia seguinte com certeza todos já teriam esquecido.


-Pow carinha isso ai! Beijão mais molhadão este em! -Falou Arthur me dando um abraço e continuando a brincadeira.


Aquele beijo não fazia diferença para mim, Aline era uma estranha, nunca havia conversado com ela nas aulas, e principalmente\xe2\x80\xa6 Só fiz isso para manter minha imagem diante da galera. A brincadeira rolou por mais alguns minutos e vi o pessoal começando a se levantar e ir em direção á pista de dança. Arthur levantou meio tonto, e tropeçou na cadeira e caiu.


-Que isso Guri! Tu já está "pra lá de Bagdá" kkk -Falei ajudando Arthur se levantar.


-Que nada carinha, estou bem! Vou levantar e ver se descolo uma gatinha, que nem a que você pegou\xe2\x80\xa6 -Falou ele com aquele lindo sorriso bobo e indo em direção á pista.


-Oi Yago, você também não é muito afim de ficar na pista de dança se matando de dançar e bebendo né? -Falou Anita sentando do meu lado.


-Poisé, esta rotina ainda é um pouco diferente para mim. Não sou acostumado com festas, muito menos bebedeira. rs. -Falei olhando para a Pista, e vendo a galera dançando um sertanejo muito sem noção.


-Eu também, cheguei semana passada aqui em São Paulo, e vim do Interior do estado, e por lá, cresci na Igreja, porém quando cheguei aqui\xe2\x80\xa6 A coisa mudou. E acredite\xe2\x80\xa6 Não é nada fácil continuar seguindo firmemente a rotina de "igreja-casa-igreja" aqui nesta cidade, e principalmente na faculdade, onde todos os dias eles inventam algo para nos levar para o "inferno" kkkkk. -Falou Anita caindo na gargalhada.


-KKKKK' verdade Anita. Eu assino embaixo tudo que você falou.


-Poisé, então já que não temos escolha\xe2\x80\xa6 Vamos para a pista? -Falou levantando e me puxando pelo braço.


Cheguei na pista e a galera estavam todos dançando\xe2\x80\xa6 E todo que eu olhava via "casais" se pegando\xe2\x80\xa6 E bebendo\xe2\x80\xa6 E lá no quanto vi Arthur pegando Aline\xe2\x80\xa6


-Ah ainda bem que ele conseguiu pegar alguém, kkkk. E já que ele achou ela tão gostosa quando me beijou\xe2\x80\xa6 Então que agora pegue minha baba na boca dela. -Falei rindo sozinho.


-Yagoooooo! Vem aqui! -Falou Anita gritando no meio da Multidão.


-Estou aqui guria! -Olhei para Anita, e do lado dela tinha um rapaz de uma altura mediana, deveria ter seus 1,72 de altura. Mas ele era muito forte. Parecia o Hulk kkkkk. Olhos castanhos escuros\xe2\x80\xa6 e estava vestido com uma calça meio apertada que fazia sua mala ficar a mostra, era um estilo "sertanejo" mesmo.


-Yago, este aqui é Renato meu namorado! Gostaria de te apresentar ele. -Falou Anita toda sorridente para mim.


-Prazer Renato, sou Yago! -Falei apertando a mão de Renato.


-Opa fera! Prazer todo meu! -Renato apertou minha mão tão forte, que fiquei até vermelho.


-Renato estava sentado com a galera dele, da Engenharia Civil, lá atrás. Ai resolveu vir me acompanhar. -Falou Anita abraçando seu namorado "fortão".


-Bacana Guri. Civil deve ser trilegal, mas parece ser um curso muito complicado. -Falei tentando puxar assunto.


-Mano, é um curso bem complicado, mas quando se tem foco\xe2\x80\xa6 tudo dá certo. -Ele falou sério mas com um tom bem educado.


-Yago você me desculpe, mas vamos sentar um pouco. Estou cansada. E quero aproveitar você um pouco\xe2\x80\xa6 -Falou Anita.


Anita e Renato foram em direção á mesa. Realmente Anita era uma linda garota, e o namorado dela, também era um belo rapaz, e parecia ser bastante Inteligente\xe2\x80\xa6 Formavam um belo casal. Gostei de Anita\xe2\x80\xa6 Acho que pode nascer ai uma bela amizade. Continuei na Pista, e fui pegar um copo de cerveja para ir bebendo\xe2\x80\xa6 E vejo Arthur vindo em minha direção\xe2\x80\xa6


-Pow Carinha, você ainda tá ai sozinho? Nem pegou uma guria ai para comer? -Falou ele sorrindo e vindo em minha direção\xe2\x80\xa6 Ele realmente estava muito bêbado. Já estava começando a me preocupar com Arthur.


-Brother, acho que já está na hora de você parar de beber. Já está com os olhos fundos, e está sozinho\xe2\x80\xa6 Como você vai voltar para casa? -Falei pegando o copo das mãos de Arthur e encaminhando ele para a mesa.


-Pow Carinha, estou bem! Só um pouco tonto manooooooooo! Oooooowwwww! Tou feliz demais brother! Estar aqui estudando, e sendo orgulho para minha família é bom demais! -Falou Arthur gritando.


Com o tempo descobri que Arthur era filho adotado de uma família de SC. E os pais dele sempre lutaram para que ele estudasse Medicina em uma boa faculdade. E felizmente, ele conseguiu. Mas esta bebedeira dele me preocupa. Sei que nem somos amigos, que conheci ele hoje na festa, mas este lado "protetor" meu com todos\xe2\x80\xa6 Me fez querer ajudar ele.


Cheguei na mesa onde estava Anita e Renato e deixei Arthur sentado. Resolvi ir ao banheiro. Quando volto para a mesa vejo Arthur com outro copo de bebida nas mãos. Uma bebida verde\xe2\x80\xa6


-Arhtur outro? Putz eu te tiro de um e quando volto você aparece com outro? -Falei bravo.


-Desculpa Mãe, Júlio César que me trouxe este drinque. E todos estão tomando também. -falou ele brincando fazendo Anita e Renato sorrirem.


-Aff até vocês estão bebendo? Falo mais nada. Sentei na mesa e fiquei observando a todos.


Não demorou nem 20 minutos e Arthur estava passando mal.


-Mano me ajuda aqui, estou mal! Me ajude a ir ao banheiro! -Falou Arthur levantando\xe2\x80\xa6 e se apoiando em mim. Fomos em direção ao banheiro, e Arthur mal chegou em um reservado, se emborcou, e começou a vomitar\xe2\x80\xa6 Eu fiquei da porta só observando com cuidado\xe2\x80\xa6


-Arthur já volto. Vou pegar uma água para você.


-Ok carinha, vai lá. Obrigado! -Falou Arthur com a cabeça quase dentro do vaso sanitário.


Voltei entreguei a água para Arthur, ele bebeu tudo em uma golada\xe2\x80\xa6 Realmente ele já estava ficando desidratado de tanto vomitar.


-Preciso ir embora. Realmente já não estou mais aguentando ficar aqui. Você pode me ajudar? Pediu Arthur.


-Claro. Vamos sair aqui da Boate e chamo um taxi\xe2\x80\xa6 -Falei ajudando Arthur a andar.


Passamos pela mesa de Anita e Renato, e ambos ficaram preocupados com Arthur.


-o que houve com ele? -perguntou Renato.


-Acho que bebeu demais, e está vomitando muito. Vou ajudar ele a voltar para casa. -Falei.


-Nossa Yago, mas tu sabe chegar lá? Ele pelo menos se lembra onde mora? -Perguntou Anita.


-Claro que lembro\xe2\x80\xa6 -Falou Arthur sorrindo.


-Ok então vamos fazer assim, eu e Anita já vamos embora também\xe2\x80\xa6 Deixamos você em casa, Yago em casa, e vamos embora. Pode ser amor? -Falou Renato olhando para Anita.


-Sim amor, então vamos. -Concordou Anita.


Ambos saímos da boate em direção ao carro de Renato e entramos. Sentei no fundo com Arthur, e o carro mal começou a Andar, Arthur foi caindo para meu lado e adormeceu em meu ombro\xe2\x80\xa6


-Você tem certeza que vai conseguir ajudar ele sozinho ai em tua casa Yago? -Perguntou Anita.


-Sim vou\xe2\x80\xa6 E ele está dormindo, e nem deve se lembrar de onde está. Então vamos passar a noite toda procurando a casa dele. Muito obrigado pela carona Renato e Anita. -Falei.


-Que isso mano! Precisando! E qualquer coisa\xe2\x80\xa6 nos chame! Esse brother ai, é mais irresponsável que tudo\xe2\x80\xa6 Sorte que tu é amigo dele, se não\xe2\x80\xa6 iria dormir na rua. -Falou Renato.


-Poisé, mas não consigo ver um amigo assim não. -Falei, e os dois entraram no carro e foram embora. E Arthur continuou segurando em meu ombro quase caindo\xe2\x80\xa6 e eu subi para meu Apartamento.


Chegando, procurei alguma roupa minha que servisse em Arthur, dobrei e coloquei encima do sofá. Segurei nos braços de Arthur e o encaminhei para o banheiro\xe2\x80\xa6


-O que vai fazer? -Perguntou Arthur com uma cara de tonto.


-Vou te ajudar a tomar banho. Você não pode ficar sujo assim. -Falei.


-Pow carinha\xe2\x80\xa6 valeu mesmo você é meu anjo\xe2\x80\xa6 anjo Gabriel! hahaha -Falou Arthur apertando meu rosto com força. Ele realmente estava muito bêbado e fora de sí.


Fui tirando a roupa de Arthur\xe2\x80\xa6 E quando desabotoei a calça, vi que ele estava vestido em uma linda cueca boxer preta, que destacava em seu corpo branco\xe2\x80\xa6 Tirei a camisa, e pude perceber que aquele corpo, definido tinha uma linda cor de bronzeado de praia\xe2\x80\xa6 Ele realmente deveria ser surfista\xe2\x80\xa6 Pensei em tirar a cueca dele\xe2\x80\xa6 Mas resolvi não arriscar. Melhor dar banho nele de cueca\xe2\x80\xa6


-Arthur esqueci a toalha. Se segura ai e cuidado para não cair\xe2\x80\xa6 -Falei e fui pegar a toalha\xe2\x80\xa6 Quando voltei tive uma surpresa\xe2\x80\xa6


#CONTINUE..

Vício em pornografia? Saiba como parar!
eBook - Como Provocar Orgasmos Femininos?
A Máquina De Vendas Online